JC - Bibliologia: Apócrifos

Doutrinas Bíblicas (1b)

Livros Apócrifos ou Não Canônicos

O vocábulo “apócrifo”, que significa “escondido” ou “secreto”, aplica-se genericamente a uma série de livros surgidos no período entre o AT e o NT.

SEPTUAGINTA:
(LXX) Versão do AT para o grego, feita entre 285 e 150 a.C. em Alexandria, no Egito, para os muitos judeus que ali moravam e que não conheciam o hebraico. O nome “Septuaginta” vem, segundo a lenda, dos setenta ou setenta e dois tradutores que a produziram. A Bíblia de Jesus e dos seus discípulos foi a Bíblia Hebraica, mas a LXX foi a Bíblia de Paulo e das igrejas da DISPERSÃO. A maioria das citações do AT no NT é tirada da LXX. Os livros APÓCRIFOS faziam parte do cânon da LXX.
A Igreja Católica Romana, no Concílio de Trento, em 1546, considerou canônicos onze desses livros, que aparecem nas edições católicas das Escrituras. Que são:Tobias, Judite, Acréscimos ao livro de Ester, Sabedoria de Salomão, Eclesiástico;Baruque, Cântico dos Três Moços, Susana, Bel e o Dragão, 1 e 2 Macabeus.

Outros livros são:
Oração de Manassés; Terceiro Livro dos Macabeus; Quarto Livro dos Macabeus;Livro de Enoque (etiópico), que é citado em Judas 14. Atribuem-se várias datas, pelos últi­mos dois séculos antes da era cristã; Os Segredos de Enoque; O Livro dos Jubileus.

Os Testamentos dos Doze Patriarcas: Os Oráculos Sibilinos,
Os Salmos de Salomão, entre 70 e 40 a.C.As Odes de Salomão, cerca do ano 100 da nossa era, são, provavelmente, escritos cristãos.
O Apocalipse Siríaco de Baruque (2º Baruque), 60 a 100 a.C.
O Apocalipse grego de Baruque (3º Baruque), do 2º século, a.C.
A Assunção de Moisés, 7 a 30 d.C.
A Ascensão de Isaias, do primeiro ou do segundo século d.C.

Os Livros Apócrifos do Novo Testamento (N.T.):
 O Evangelho segundo os Hebreus  (há fragmentos do segundo século);
O Evangelho segundo S. Tiago (segundo século);
Os Atos de Pilatos.(Segundo século).
Os Atos de Paulo e Tecla (segundo século).
Os Atos de Pedro (terceiro século).
Epístola de Barnabé (fim do primeiro século).
Apocalipses, o de Pedro (segundo século).

O ponto de vista evangélico:
Os evangélicos, ou protestantes, geralmente aceitam os apócrifos como possuindomaterial de valor literário e histórico, mas rejeitam sua canonicidade. Por essa razão,esses escritos foram eliminados das modernas edições evangélicas da Bíblia.

Os argumentos são os seguintes:
1. Nunca foram citados por Jesus, e duvida-se que os apóstolos tenham feito alusão a eles.
2. As maiorias dos primeiros pais da igreja consideravam-nos não inspirados.
3. Não aparecem no cânon hebraico antigo.
4. Quando comparados aos canônicos, por sua qualidade inferior, revelam-se indignos de ocupar um lugar nas Sagradas Escrituras.


TOBIAS - (200 a.C.) É uma história novelística sobre a bondade de Tobiel (pai de Tobias) e alguns milagres preparados pelo anjo Rafael.
Apresenta:
· superstições - 6:5, 7-9,
· justificação pelas obras - 4:7-11; 12.9· mediação dos Santos - 12:12;· um anjo engana Tobias e o ensina a mentir 5:16 a 19;


JUDITE - (150 a.C.) É a História de uma heroína viúva e formosa que salva sua cidade enganando um general inimigo e decapitando-o.
Apresenta:
*Erros históricos e geográficos;
1.1ª-Era o 12º ano do reinado de Nabucodonosor, Rei da Assíria, em Nínive, a Capital. (ver porém Dn 1.1)
* VINGANÇA - Judite 9:2;ver porém Gn 49.5-7


BARUQUE - (100 d.C.) - Apresenta-se como sendo escrito por Baruque, o cronista do profeta Jeremias, numa exortação aos judeus quando da destruição de Jerusalém. Porém, é de data muito posterior, quando da segunda destruição de Jerusalém, no pós-Cristo.
Apresenta:
* a intercessão pelos mortos - 3:4;


ECLESIÁSTICO - (180 a.C.) - É muito semelhante ao livro de Provérbios, não fosse as tantas heresias:Apresenta:
· trato cruel aos escravos - 33:26 e 30;· trato cruel aos escravos - 42:1 e 5;· incentiva o ódio aos Samaritanos - 50:27 e 28*                                                            

*Siquém encontrou o seu fim nas mãos do rei assírio Shalmaneser V em 724 A.C., um pouco antes da destruição de Samaria. A cidade não foi habitada por mais ou menos quatrocentos anos. No século quatro, Alexandre o Grande estabeleceu um camping no local para os seus soldados. Mais tarde, os samaritanos se mudaram de Samaria e se assentaram ali. Eles construíram um templo no Monte Gerizim. Siquém foi destruída pela última vez por volta de 128 A.C

SABEDORIA DE SALOMÃO - (40 d.C.) - Livro escrito com finalidade exclusiva de lutar contra a incredulidade e idolatria do epicurismo (filosofia grega na era Cristã).
Apresenta:
· o corpo como prisão da alma - 9:15;
· doutrina estranha sobre a origem e o destino da alma 8:19 e 20;              

.Salvação pela sabedoria- 9:18;

1 MACABEUS - (100 a.C.) - Descreve a história de 3 irmãos da família dos "Macabeus", que no chamado período ínterbíblico (400 a.C. 3 D.c.) lutaram contra inimigos dos judeus visando a preservação do seu povo e terra.
*Macabeus apresenta três versões diferentes para a morte de Antíoco:
(I Macabeus 6.4-16(morreu de tristeza); II Macabeus 1.13-16(MORREU PELOS SACERDOTES; 9.28(Morreu nas montanhas)).
*O suicídio é louvado em II Macabeus: 14.41-46 (Razis)


II MACABEUS - (100 a.C.) - Não é a continuação do 1 Macabeus, mas um relato paralelo, cheio de lendas e prodígios de Judas Macabeu.
Apresenta:
· a oração pelos mortos - 12:44 – 46; · culto e missa pelos mortos - 12:43
· intercessão pelos Santos - 15:14;· o próprio autor não se julga inspirado -15:38-40;· o próprio autor não se julga inspirado - 2:25-27


ADIÇÕES A DANIEL:
capítulo 13 - A história de Suzana -
segundo esta lenda Daniel salva Suzana num julgamento fictício baseado em falsos testemunhos.
capítulo 14 -Bel e o Dragão - Contém histórias sobre a necessidade da idolatria.
capítulo 3:24-90 -O cântico dos 3 jovens na fornalha.


ADIÇÕES Ao livro de Ester :
capítulo 10.4___16.24


FONTE:“DICIONÁRIO BÍBLICO UNIVERSAL E BÍBLIA THOMPSON”

Saiba mais:
http://atitude-crista.blogspot.com.br/2016/10/curso-atitude-crista-discipulado-biblico.html
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »